Da escola à natureza: uma experiência de Educação Ambiental em área protegida na cidade do Rio de Janeiro

Nadja Maria Castilho da Costa, Vivian Castilho da Costa

Resumo


http://dx.doi.org/10.12957/interag.2011.5327


As áreas protegidas localizadas na cidade do Rio de Janeiro apresentam, em seu entorno próximo, escolas do ensino fundamental e médio que se encontram desconectadas da realidade ambiental local. O objetivo do presente trabalho é relatar as experiências em Educação Ambiental do projeto extensionista intitulado “A Escola e o Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB)”, em desenvolvimento nas escolas municipais e particulares, próximas aos remanescentes de Mata Atântica protegidos pelo referido Parque. O projeto (em desenvolvimento há mais de dez anos) visa capacitar professores e alunos no conhecimento da realidade geoambiental da área, formando uma rede de atores sociais que tem como objetivo primordial, a curto e médio prazos, contribuir no manejo e conservação da maior área protegida da cidade do Rio de Janeiro. Apesar das dificuldades encontradas na capacitação de professores e alunos das escolas contempladas, a metodologia utilizada, calcada nas práticas cognitivas e de experienciação propostas no manual do professor, mostrou-se eficaz no processo de inserção comunitária no processo de conservação dos recursos naturais, interagindo as ações da sociedade local com a administração da área protegida – PEPB.


Palavras-chave


Educação Ambiental; Área Protegida; Escola

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2011.5327

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ