Prevenção e controle da Hanseníase no Município de Esperantina, Piauí: ações procedentes da extensão universitária

Ana Maria Machado Leão, Angela Fernandes Leal da Silva, Gleice da Silva Fernandes, Anna Clara Lima Francz, Andressa Fernandes David Francz, Cristiane de Farias, Paula Soares Brandão

Resumo


http://dx.doi.org/10.12957/interag.2011.5325

 

Este trabalho teve como objetivo descrever a vivência das atividades de um projeto de extensão, para a prevenção e controle da hanseníase, no município de Esperantina, Piauí. Teve como cenários: uma praça pública, através da carreta da saúde, uma comunidade quilombola localizada na zona rural, na Secretaria Municipal de Saúde e duas escolas da rede pública. Ocorreu no período de 5 a 9 de julho de 2010. Optou--se pela abordagem quantitativa. Foram usados dois instrumentos no atendimento da clientela na carreta. A problematização foi aplicada para a educação em saúde, com perspectiva de prevenção, identificação e acompanhamento das pessoas acometidas. Foram realizadas 319 consultas de enfermagem, com suspeição diagnóstica de 41 casos, sendo 33(80,48%) multibacilares e 8(19,51%) paucibacilar, a maioria com formas contagiantes; feita a avaliação dermatoneurológica dos contatos, com administração de 24 doses de BCG; capacitação para médicos e enfermeiros, que totalizou 18 profissionais e para 85 agentes comunitários; atividade educativa com 338 alunos do ensino médio. Diante do vivenciado, percebeu-se o despreparo da equipe de saúde local, nas ações para o controle da hanseníase. Ressalta-se a contribuição desse trabalho, destacando a troca de experiência com a comunidade, na identificação de novos casos e no impacto positivo para a formação profissional.


Palavras-chave


Hanseníase; Enfermagem; Educação em Saúde; Consulta de Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2011.5325

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ