Descarga de Lastro no Porto do Rio de Janeiro – Avaliação Preliminar

Maria Cecilia Trindade de Castro, Thereza Cristina de Almeida Rosso

Resumo


O Porto do Rio de Janeiro é o segundo maior do Estado de mesmo nome em movimentação de carga e o primeiro em relação ao número de atracações.

Os tipos de navios mais comuns neste porto são os containeiros e tanqueiros em função da natureza predominante da carga movimentada (carga geral e granel líquido). Entre outubro de 2005 e dezembro de 2006, a Capitania dos Portos do Rio de Janeiro (CPRJ) recolheu 660 formulários de água de lastro dos navios a partir dos quais o presente estudo objetivou realizar um levantamento preliminar da quantidade de água de lastro deixada na Baía de Guanabara nessas ocasiões, uma vez que a água de lastro já foi reconhecida como um vetor muito importante na introdução de espécies exóticas ao redor do mundo. Durante o período de pouco mais de um ano verificou-se que foram descarregadas no porto cerca de 830 mil metros cúbicos de água de lastro de um total de quase três milhões de metros cúbicos declarados nos 660 formulários.


Palavras-chave


Porto do Rio de Janeiro, Água de Lastro e Formulário para Informações relativas à Água utilizada como Lastro

Texto completo:

PDF


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ