Animar Sem Quedas: como um projeto de extensão pode atuar na prevenção de quedas de adultos e idosos

Hoislane Fernandes Sampaio, Maria Lúcia Gonzaga de Azevedo, Angela Brêtas

Resumo


À medida que o número de idosos cresce em todo o mundo, aumentam também as preocupações com as inúmeras alterações fisiológicas do organismo destes indivíduos. Algumas doenças se tornam mais prevalentes nesta fase da vida e há a elevação do risco de quedas. O exercício físico pode ser considerado como um meio para propiciar um envelhecimento saudável e a prevenção de quedas. Por esses motivos, foi criado o projeto de extensão “Animar Sem Quedas” (ASQ), da Escola de Educação Física e Desportos (EEFD), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), cujo objetivo é prevenir quedas em adultos e idosos, e atuar como um local de informação, descontração, lazer e animação cultural. O método do projeto consiste em exercícios físicos específicos para a prevenção de quedas. As aulas são divididas em quatro partes principais: marcha, equilíbrio, força e alongamento, ocorrem duas vezes por semana e duram 50 minutos. A intensidade é leve/moderada; os exercícios são prescritos por tempo de execução e utilizamos a percepção subjetiva de esforço. Além das aulas, o grupo realiza, anualmente, dois eventos: o “Ciclo de Cinema e Envelhecimento” e o “Encontrão Sem Quedas”, que têm por objetivo promover o encontro entre os participantes de todos os núcleos do ASQ e a comunidade acadêmica da UFRJ. O Animar Sem Quedas pretende ampliar as possibilidades de opções de lazer para seus alunos e continuará buscando alternativas para contribuir na melhoria de sua qualidade de vida e do seu bem-estar, fatores indispensáveis para um bom envelhecimento.

Palavras-chave


Idosos; Exercícios Físicos; Quedas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2018.25113

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ