Do agregado ao pobre-diabo: mudanças e permanências na literatura e na história do Brasil, 1870-1930

Ricardo Russano dos Santos

Resumo


A figura do agregado é uma importante chave no entendimento da literatura brasileira da segunda metade do século XIX – especialmente do romance a partir da década de 1870. Da mesma forma, o romance de 30 tem na imagem do fracassado (o “pobre-diabo”) uma recorrência que chamou a atenção de diversos escritores e críticos da época e posteriores. Este artigo traça um paralelo entre esses dois tipos literários, bem como entre os dois períodos abordados, para entender até que ponto o sujeito de classe média fracassado de 1930 é herdeiro – social e literário – do homem pobre livre dependente do final do século XIX.


Palavras-chave


agregado, pobre-diabo, romance

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2019.40666

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Intellèctus



 

Grupos de Pesquisa:

 Financiamento:

Indexada em:


Open Academic Journals Index  
Dialnet
 
 
 
  
   
 
 
 
 
Intellèctus | Sumários.org (sumarios.org)
 

 ‪Intellèctus‬ - ‪Google Acadêmico‬

 

Redes sociais:

Revista Intellèctus UERJ (@intellectus.uerj) • Fotos e vídeos do Instagram

Revista Intellèctus | Facebook