Análise das narrativas de uma preceptora alemã sobre a educação brasileira

Ana Maria Antunes de Campos

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre a importância dos textos literários para análise da História da Educação. Para isto, foi analisado o livro “Os meus romanos” da autora Ina Von Binzer, com vistas a compreender a educação no período de 1881 a 1884, momento em que a autora atua como preceptora em casas de famílias brasileiras. Binzer escreve diversas cartas e as envia à Grete, revelando os diferentes pontos de vistas de uma imigrante recém-chegada ao Brasil, o que permite ao leitor uma reflexão sobre escravidão, política, economia, cultura e educação em uma época de grandes mudanças no país. Isto posto, por meio deste texto busca-se compreender como as fontes literárias se tornam objeto de investigação para a organização e constituição da história.

 


Palavras-chave


História da Educação; Ina Von Binzer; Literatura

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2020.38993

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/