Desafios metodológicos para a (auto)biografia de família

Flavia de Oliveira Barreto

Resumo


O artigo discute o desafio da objetividade na composição de narrativa (auto)biográfica que toma como base documento de história oral/história de vida, quando personagem e narrador pertencem a mesma família. O diálogo reflexivo se estabelece a partir de um olhar sobre a obra e o texto de Edgar Morin - “Um Ponto no Holograma A vida de Vidal, meu pai”. Apresentamos algumas definições, mantendo o foco no problema da relação entre narrador e personagem pertencentes à mesma família. O artigo também aborda os problemas da objetividade no tratamento da subjetividade e das questões referentes ao afeto, como um dos grandes desafios metodológicos.

Palavras-chave


História oral, (auto)biografia de família, metodologia em (auto)biografia, memória.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2017.31653

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



 

Grupos de Pesquisa:

 Financiamento:

Indexada em:


Open Academic Journals Index  
Dialnet
 
 
 
  
   
 
 
 
 
Intellèctus | Sumários.org (sumarios.org)
 

 ‪Intellèctus‬ - ‪Google Acadêmico‬

 

 

Crossref Metadata Search 

Redes sociais:

Revista Intellèctus UERJ (@intellectus.uerj) • Fotos e vídeos do Instagram

Revista Intellèctus | Facebook