Estado, Corporativismo e Utopia no pensamento integralista de Miguel Reale (1932-1937)

Alexandre Pinheiro Ramos

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar algumas das idéias de Miguel Reale quando de suamilitância na Ação Integralista Brasileira, movimento político que atuou (legalmente) no Brasil entreos anos de 1932 a 1937. Um dos mais importantes intelectuais do Integralismo, foi influenciado pelasidéias de autores como Alberto Torres e Oliveira Vianna, além de uma série de outros autoresestrangeiros, desde Aristóteles até Burkhardt. Elaborou, assim, um projeto para transformar o país –em alguns aspectos distinto do pensado por Plínio Salgado, líder da AIB – onde se destacava suaorganização corporativista e a presença de um Estado forte. Procuraremos, aqui, trabalhar estasquestões, sublinhando a possibilidade de que o pensamento de Miguel Reale produziu uma utopiaintegralista.

Palavras-chave


Miguel Reale; Integralismo; Pensamento Político Brasileiro

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/