A integração nacional pelo saneamento do sertão: Goiás no relatório de Arthur Neiva e Belizário pena (1912)

Vera Lúcia Caixeta

Resumo


Trata-se da investigação sobre a proposta de saneamento do sertão, dos médicos Arthur Neiva e Belisário Neiva, do Instituto Oswaldo Cruz, elaborada a partir da viagem científica ao norte do país, em 1912. Para a análise recorreu-se tanto a concepção de temporalidade como pensada por Koselleck, quanto ao conceito de civilização de Norbert Elias, além da concepção de campo e de poder simbólico de Bourdieu. O saneamento do sertão proposto médicos sanitaristas seria a chave para a integração nacional, a qual retiraria o sertanejo do abandono, do atraso, da fome, do analfabetismo e da doença a que estavam relegados. Enfim, buscou-se colocar em questão as narrativas elaboradas sobre a população do interior de Goiás, a partir de uma maneira de ver as coisas específicas de um local, de uma época, de um “campo” que mobiliza valores e imagens.

Palavras-chave


Saneamento do sertão, relatório Neiva e Penna, Goiás.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2016.26667

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/