Sentidos Políticos da Saúde Pública no Brasil do Século XX e nos Projetos da 6º Conferência Nacional de Saúde

Priscila Vitalino Severo Pais

Resumo


O presente artigo propõe historicizar a estrutura dos serviços de saúde pública prestados no Brasil no século XX, analisando suas transformações e seus sentidos políticos, por meio dos escritos dos Anais das Conferências Nacionais de Saúde, particularmente da 6º edição realizada no ano de 1977. Perscrutam-se os projetos apresentados durante o evento, suas intenções e as teorias médicas que fundamentaram os debates, e também se dedica a discutir a relevância das Conferências Nacionais para o setor saúde e suas funções político-sociais. Dessa forma, busca compreender os espaços de discussões sobre saúde no Brasil da década de 1970, tal como os espaços políticos dessas problemáticas no contexto da abertura democrática e como área de atuação social e de busca por manifestação de oposições.


Palavras-chave


Saúde Pública, Conferências Nacionais de Saúde, Medicina Previdenciária

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2016.23839

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



 

Grupos de Pesquisa:

 Financiamento:

Indexada em:


Open Academic Journals Index  
Dialnet
 
 
 
  
   
 
 
 
 
Intellèctus | Sumários.org (sumarios.org)
 

 ‪Intellèctus‬ - ‪Google Acadêmico‬

 

BASE (Bielefeld Academic Search Engine): Lista de Visitas (base-search.net)

 Intellèctus - Dialnet (unirioja.es)

 

Crossref Metadata Search 

Redes sociais:

Revista Intellèctus UERJ (@intellectus.uerj) • Fotos e vídeos do Instagram

Revista Intellèctus | Facebook