O discurso médico-higienista no contexto educacional brasileiro do século XX: Arthur Ramos, Escola Nova e higiene mental

Jefferson Mercadante

Resumo


O presente artigo é um estudo bibliográfico e de análise histórica das relações entre os movimentos de Higiene Mental e da Escola Nova brasileira a partir da atuação do intelectual e médico psiquiatra Arthur Ramos. Consideramos nesse trabalho a dimensão social, cultural e econômica da sociedade para então analisar a literatura sobre o higienismo e o escolanovismo no Brasil com vistas à definição de conceitos pertinentes às relações entre tais movimentos. Para tanto, procuramos analisar criticamente a produção de Arthur Ramos e sua atuação no Serviço de Ortofrenia e Higiene Mental para situar seu lugar na relação entre os conceitos de Higiene Mental e Escola Nova.

 


Palavras-chave


Arthur Ramos, Escola Nova, Higiene Mental

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/