Narrativas do espetáculo

Carmem Lúcia Negreiros de Figueiredo

Resumo


O artigo discute o papel das narrativas literárias, num trabalho com a linguagem escrita, como mediadoras das mudanças na estrutura da experiência subjetiva provocadas pelas tecnologias e o incremento da vida urbana, entre 1890-1920. Tendo como cenário a modernização da cidade do Rio de Janeiro, as narrativas do espetáculo problematizam o abalo na esfera da representação. Autores como João do Rio (Paulo Barreto), Benjamim Costallat, Olavo Bilac e Lima Barreto discutem as novas concepções de tempo e espaço, os processos de subjetivação e suas consequências para a literatura, em meio às estratégias modernas de mobilidade e circulação.



Palavras-chave


Urbanização; Experiência; Literatura; Percepção.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/