ANÁLISE SOCIOAMBIENTAL A PARTIR DOS ZONEAMENTOS ECOLÓGICO ECONÔMICO DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DAS LAGOAS E DUNAS DO ABAETÉ

Vivian de Oliveira Fernandes, Iran Carlos Caria Sacramento, Patricia Lustosa Brito, Mauro José Alixandrini Jr

Resumo


Doi: 10.12957/geouerj.2015.13410

 

As áreas de Proteção Ambiental em espaços urbanos sofrem temporalmente com o crescimento das cidades. Na maioria dos casos, o crescimento desenfreado das cidades aparece como um dos agentes da degradação. Entendendo que o dilema da degradação ambiental é responsabilidade tanto dos cidadãos, órgãos governamentais, como de diversos setores produtivos da economia, é necessário que todos possam contribuir para diminuição dos impactos de suas ações no meio ambiente. Desta maneira, este trabalho tem como objetivo apresentar a evolução relacionada às mudanças do Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) da Área de Proteção Ambiental das Lagoas e Dunas do Abaeté a partir de sua institucionalização em 1987. A metodologia contou com a análise de imagens temporais do ano de 1976 a 2010. Neste processo foram produzidos mosaicos a partir de aerofotos aos quais foram aplicadas técnicas de fotointerpretação para delimitação da Área de Proteção Ambiental (APA). Posteriormente às delimitações, foram construídos mapas temáticos que serviram de suporte para o cruzamento de informações que contribuíram para apontar constatações de alterações na vegetação, na geomorfologia, geologia, no equilíbrio hídrico e na ocupação urbana desordenada. Concluí-se que a APA do Abaeté em um período de 18 anos teve uma redução de 75,35 ha de sua área e a necessidade de aplicação de programas de educação ambiental eficientes com todos aqueles que vivem e a frequentam.

Palavras-chave


Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE); Área de Proteção Ambiental; Geotecnologias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2015.13410



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons