DISCURSOS DE PROMOÇÃO AO ALEITAMENTO MATERNO E A CONFORMAÇÃO DA(S) MATERNIDADE(S) CONTEMPORÂNEA(S)

Irene Rocha Kalil, Adriana Cavalcanti de Aguiar

Resumo


Este ensaio objetiva refletir sobre o papel histórico dos discursos pró-aleitamento materno na conformação de certos modelos de maternidade em voga no mundo ocidental contemporâneo, tema que vem suscitando discussões em países como Inglaterra, Estados Unidos e Canadá, entre outros. Sua base teórico-metodológica compreende dois campos principais: o primeiro é o da Teoria dos Discursos Sociais ou Semiologia dos Discursos Sociais, que, aplicado ao material empírico por meio da Análise de Discurso, entende o discurso como constitutivo/constituinte das relações sociais de poder; analisa-o com base nas suas marcas ou pistas textuais; problematiza os sentidos privilegiados e naturalizados nesses discursos, relacionando-os às ideologias implicadas, consciente ou inconsciente, em sua concepção; e pensa a comunicação como processo de negociação de sentidos entre sujeitos emissor e receptor. O outro é o dos Estudos de Gênero, que questiona a suposta essência sexual dos conceitos de masculino e feminino, argumentando que eles estão imersos na esfera política e atuam no sentido de legitimar a desigualdade na distribuição do poder entre os sexos na sociedade. De acordo com a análise dos discursos oficiais que embasou este artigo, os discursos contemporâneos pró-aleitamento materno corroboram, em grande medida, a concepção dos seios, do corpo e da subjetividade materna como objetos de regulações externas, sendo a mulher compreendida como um meio de fornecimento do melhor alimento à criança. Desse modo, concorrem para a conformação e manutenção de certos modelos de maternidade em vigor, estabelecendo um recorte no imaginário social do que viria a ser uma “boa mãe”.

DOI: 10.12957/demetra.2019.43716

 

 


Palavras-chave


Aleitamento materno. Maternidade. Estudos de Gênero. Comunicação em Saúde.

Texto completo:

PDF-PORT PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2019.43716

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.