AVALIAÇÃO DA DISPONIBILIDADE DE FRUTAS E HORTALIÇAS NOS ESTABELECIMENTOS QUE COMERCIALIZAM REFEIÇÕES NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Beatriz Salari Bortolot, Patricia Maria Périco Perez, Amanda da Silva Franco

Resumo


Objetivos: Descrever a oferta de frutas e hortaliças no ambiente alimentar universitário, além de identificar a presença de propagandas e a disposição das frutas e hortaliças no balcão de distribuição de refeições, e avaliar a qualidade e acessibilidade física e financeira. Métodos: Trata-se de um estudo seccional, conduzido em todos os estabelecimentos que comercializavam refeições na universidade, com aplicação de checklist. Resultados: Foram estudados oito estabelecimentos, dos quais, 50% ofereciam frutas e 100% pelo menos um tipo de verdura. 100% ofereciam as frutas in natura, inteiras e/ou em pedaços, e dentre esses, apenas 12,5% a fruta frita. As hortaliças eram oferecidas in natura, cozida e refogada. 100% das frutas apresentaram boa qualidade e 25% dos estabelecimentos apresentaram três variedades com qualidade ruim. Com relação ao preço das refeições ofertadas pelos estabelecimentos destaca-se o Restaurante Universitário por possuir o menor valor da refeição e subsidiado pela universidade. Somente um estabelecimento apresentou propaganda para suco de fruta. Conclusão: O universo de estabelecimentos aqui avaliados, no tocante a oferta de frutas e hortaliças pode facilitar escolhas alimentares saudáveis, porém, considerando todos os estabelecimentos que contemplam o campus analisado, infere-se a predominância de um ambiente não promotor da alimentação saudável.

DOI: 10.12957/demetra.2019.37913

 


Palavras-chave


Ambiente alimentar. Universidades. Frutas. Verduras. Serviços de alimentação.

Texto completo:

PDF-PORT PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2019.37913

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.