COMPREENDER A PROBLEMÁTICA DO RIO CONTINUA FUNDAMENTAL PARA ENTENDER DESAFIOS DO BRASIL (MAS SEM PRESCINDIR MAIS DA DEFESA DOS INTERESSES REGIONAIS)

Autores

  • Bruno Leonardo Barth Sobral Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • André Martins Costa Aranha
  • Kleyton Vieira da Costa
  • Bruno Cabral Muniz Freire
  • Maria Clara Vieira Paiva
  • Victor Figueiredo Lourenço

DOI:

https://doi.org/10.12957/cdf.2022.70185

Resumo

Deve-se a Carlos Lessa uma interpretação original sobre a formação socioeconômica regional no Estado do Rio de Janeiro – ERJ. O presente artigo busca dialogar com essa interpretação a partir de uma análise do período mais recente. Seguindo a visão do autor referido, a compreensão da problemática fluminense atual continua a ser fundamental para se organizar as bases de um novo projeto nacional. Para isso, defende-se que sua principal evidência está na dimensão do ajuste fiscal que extrapola a dimensão estrita das finanças públicas. Especificamente, a discussão do caso fluminense deixa claro como reduzir o ajuste fiscal a políticas de austeridade é contraproducente, daí a importância do novo Plano de Recuperação Fiscal buscar trazer elementos inovadores de cunho desenvolvimentista.

Biografia do Autor

Bruno Leonardo Barth Sobral, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Economista com doutorado pelo IE/UNICAMP e Professor da FCE/UERJ. Também é coordenador Executivo da Rede Pró-Rio. Além disso, membro do Conselho Executivo e Editor Científico da Revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense. Ganhador do 1º lugar do Prêmio Ministro Gama Filho 2018 do ECG/TCE-RJ, e 1º lugar na categoria Tese de Doutorado do Prêmio Brasil de Economia 2012 do COFECON e IPEA. Os demais autores são pesquisadores associados.

André Martins Costa Aranha

Graduado em Ciências Econômicas pela PUC-Rio e Mestre em Economia da Indústria e da Tecnologia pela UFRJ. Foi pesquisador assistente do ex-presidente do Banco Central do Brasil, Gustavo Franco; atuou na administração do Banco Comunitário da Cidade de Deus; coordenou o projeto de extensão Colaboratório, da Escola Superior de Desenho Industrial da UERJ; participou do grupo de pesquisa Cidade, Mobilidade e Direito do IPPUR/UFRJ; trabalhou na Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (SEFAZ-RJ) e atualmente trabalha na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Rio de Janeiro (SEPLAG-RJ).

Kleyton Vieira da Costa

Graduado em Economia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. É pesquisador no grupo de pesquisa Economia e Conjuntura no Sistema Financeiro (UFRRJ); vice-líder no Observatório do Banco Central (UFRJ); pesquisador na área de Inteligência Artificial na Holistic AI, Londres, UK; atuou na Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (SEFAZ-RJ) e atua como assistente na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Rio de Janeiro (SEPLAG-RJ).

Bruno Cabral Muniz Freire

É graduando em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e bolsista de Estágio Interno Complementar (EIC) pela UERJ no projeto Rede Pró-Rio.

Maria Clara Vieira Paiva

É graduanda em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e estagiária no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Victor Figueiredo Lourenço

É graduando em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e bolsista de Extensão pela UERJ no projeto Rede Pró-Rio.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

SOBRAL, Bruno Leonardo Barth; COSTA ARANHA, André Martins; VIEIRA DA COSTA, Kleyton; CABRAL MUNIZ FREIRE, Bruno; VIEIRA PAIVA, Maria Clara; FIGUEIREDO LOURENÇO, Victor. COMPREENDER A PROBLEMÁTICA DO RIO CONTINUA FUNDAMENTAL PARA ENTENDER DESAFIOS DO BRASIL (MAS SEM PRESCINDIR MAIS DA DEFESA DOS INTERESSES REGIONAIS). Cadernos do Desenvolvimento Fluminense, Rio de Janeiro, n. 23, p. 7–30, 2022. DOI: 10.12957/cdf.2022.70185. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/cdf/article/view/70185. Acesso em: 21 jul. 2024.