“A MENTIRA FEMINISTA DO PATRIARCADO”: REPERTÓRIOS DE CONFRONTO ANTIFEMINISTAS NO BRASIL

Autores

  • Simone da Silva Ribeiro Gomes UFPel
  • Roberta Alano UFPel

Palavras-chave:

ação coletiva., repertórios de confronto, antifeminismo, anti-gênero

Resumo

Frente a emergência das iniciativas anti-gênero, o trabalho examina os repertórios de confronto adotados por grupos antifeministas no Brasil, de 2013 a 2022, a partir da obra de Charles Tilly (2006). Por meio de uma revisão da literatura e da construção de um banco de dados, obtido com uma pesquisa hemerográfica nos portais G1 e UOL, identificamos quais são os repertórios de confronto utilizados e quem são os atores que os mobilizam. Ao final, apontamos para uma inflexão nos repertórios de confronto antifeministas, que passaram de ações mais tradicionais — como marchas e discursos fundamentalistas — para estratégias de ação coletivas hodiernas, como fóruns e congressos. Ademais, destacamos como esses grupos se tornaram proeminentes no campo político, notadamente, entre as manifestações que antecederam as eleições de Dilma Rousseff e o fim do mandato presidencial de Jair Bolsonaro.

Biografia do Autor

Simone da Silva Ribeiro Gomes, UFPel

Doutora em Sociologia pelo IESP-UERJ. Professora do DESP da Universidade Federal de Pelotas(UFPel) e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) da UFPel.

Roberta Alano, UFPel

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Downloads

Publicado

05/10/2024

Edição

Seção

VIII Seminário Discente IESP/UERJ