Por uma educação antirracista: reflexões sobre o currículo de História para a promoção das relações étnico-raciais

Brenda Cardoso de Oliveira, Clarice Nascimento de Melo

Resumo


O presente artigo tem como finalidade discutir de que maneira o currículo prescrito no componente curricular História do Documento Curricular do Estado do Pará, anos finais do Ensino Fundamental, indica uma contribuição para uma educação antirracista. Para este fim foi realizada uma pesquisa documental de natureza qualitativa, analisando os conteúdos, os objetivos de aprendizagem e as habilidades a fim de compreender se estes componentes do currículo acionam direcionamentos para uma educação antirracista, a partir dos referenciais da educação para as relações étnico-raciais. Concluiu-se que, apesar de as discussões sobre as questões raciais não se fazerem presentes em todo o documento, ele proporciona elementos para a reflexão de uma educação antirracista.


Palavras-chave


Currículo; Ensino de História; Educação das Relações Étnico-Raciais; Educação Básica.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel. Políticas educacionais, igualdade e diferenças. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 27, n. 1, 2011. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/rbpae/article/view/19969/11600. Acesso em: 25 fev 2021.

BRASIL. Lei 10.639, de nove de janeiro de 2003. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 9 de janeiro de 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília. MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

BRASIL/MEC. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 1, de 17 de junho de 2004. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2021.

BRASIL. Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Brasília, 2013.

BITTENCOURT, Circe. Identidade Nacional e Ensino de História do Brasil. In: KARNAL, Leandro. (Org.). História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2005.

GOMES, Nilma Lino. Indagações sobre currículo: diversidade e currículo. Organização do documento Jeanete Beauchamp, Sandra Denise Pagel, Aricélia Ribeiro do Nascimento. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

KRIPKA, Rosana Maria Luvezute; SCHELLER, Morgana; BONOTTO, Danusa de Lara. Pesquisa Documental na Pesquisa Qualitativa: conceitos e caracterização. Revista de investigaciones UNAD, v.14, n. 2, 2015. Disponível em: . Acesso em: 18 fev. 2021.

MCCARTHY, Cameron. The uses of culture: education and the limits of ethnic affiliation. Nova York: Routledge, 1998.

MARTINS, Erlane Muniz de Araújo. Por uma educação antirracista: análise de experiências sobre o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira na CREDE 3/Acaraú-CE. 2019. 210 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Avaliação de Políticas Públicas, Fortaleza (CE), 2019.

MELO, José Wilson Rodrigues de. Currículo e diversidade cultural: inflexões para a formação de professores. Innovación educativa, revista do Departamento de Didactica e Organización Escolar Da Facultade de Ciencia da Educación da Universidade de Santiago de Compostela, Santiago de Compostela, n. 17, p. 79-92, 2007.

MINAYO, Maria Cecília S. O Desafio do Conhecimento: Pesquisa Qualitativa em Saúde. 10. ed. São Paulo: HUCITEC, 2007.

ONOFRE, Joelson Alves. Repensando a Questão Curricular: caminho para uma educação antirracista. Práxis Educacional, v. 4, n. 4, jan./jun., 2008.

PARÁ. Documento Curricular do Estado do Pará - Educação Infantil e Ensino Fundamental. Secretaria de Educação do Estado do Pará. 2019. Disponível em: . Acesso em:12 out. 2020.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad y modernidade/racionalidade. Perú Indígena, Lima, v. 13, n. 29, 1992 a.

SANTANA, José Valdir Jesus; SANTANA, Marise de; MOREIRA, Marcos Alves. Cultura, currículo e diversidade étnico racial: algumas preposições. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista v. 9, n. 15, p. 103-125, jul. /dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2021.

SACRISTÁN, José Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SANTOS, Boaventura de Sousa; ARAÚJO, Sara; BAUMGARTEN, Maíra. As Epistemologias do Sul num Mundo Fora do Mapa. Sociologia, Porto Alegre, ano 18, n. 43, set./dez. 2016.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

SILVA, Thiago Stering Moreira Silva. Caminhos e descaminhos da historiografia da História da África (1840-1990). Monografia (Graduação em História). Universidade Federal de Juiz de Fora, 2010.

SOUZA, Josiane Nazaré Peçanha. Por uma Educação Transgressora: antirracista e decolonial. Kwanissa, São Luís, n. 3, p. 115-131, jan./jun.,2019.

WEDDERBURN, Carlos Moore. Novas Bases para o Ensino de História da África no Brasil. In: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

ZAVALIS, Vinícius Moretti. Entre a História da África e Currículo: a proposta da Oficina: Seriam os Antigos Egípcios Brancos e Negros?2018. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2021.




DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2021.62640

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos