O MOVIMENTO NEGRO CAMINHA, O FEMINISMO NEGRO CAMINHA E O MOVIMENTO DE MULHERES NEGRAS CAMINHA

Luciana Falcão Lessa

Resumo


 

O Movimento de Mulheres Negras em Salvador emerge com características interseccionais. Isso quer dizer que essas mulheres se organizam em torno dos principais eixos de opressão: gênero, raça, classe e região, destarte não organizaram um movimento único, mas sim grupos de mulheres em torno de demandas relacionadas a comunidades/bairros. Entretanto, não atuam de forma isolada, esses Grupos e Coletivos dialogam e, ao mesmo tempo, garantem a discussão sobre a condição da mulher negra em todo o território baiano. O movimento de mulheres negras reconhece a importância do Movimento Negro Unificado (MNU) e do Feminismo Negro, mas afirma a sua especificidade ao se configurar como um movimento de base, pautando a opressão sexista e o empoderamento das mulheres negras, associando teoria e luta coletiva.


Palavras-chave


Mulheres; Negras; Movimento; Bahia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/transversos.2021.58392

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Autor concedendo à Revista Transversos o direito de primeira publicação.

REVISTA TRANSVERSOS - ISSN:2179-7528

Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais - UERJ

Campus Francisco Negrão de Lima - Pavilhão João Lyra Filho Rua São Francisco Xavier, 524 - 9° andar - Bloco D, sala 6.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/transversos