REORGANIZAÇÃO ESPACIAL DA OFERTA ESCOLAR: O FECHAMENTO DE ESCOLAS RURAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Tássia Gabriele Balbi de Figueiredo e Cordeiro

Resumo


Este artigo, desenvolvido a partir da pesquisa do mestrado acadêmico no Programa de Pós-Graduação em Educação da FFP/UERJ, teve por objetivo analisar o processo de fechamento de escolas rurais e nucleação escolar no estado do Rio de Janeiro, sendo um de seus efeitos a reorganização espacial da oferta escolar, de modo a restringi-la nos espaços rurais concentrando-a em espaços urbanos. Para tanto, realizou-se um levantamento de dados junto aos Indicadores Demográficos e Educacionais do MEC, no qual foi possível verificar a expansão do processo de fechamento de escolas rurais no estado analisado, no período entre 2007 e 2010. Por meio dos dados foram elaboradas tabelas, gráficos e mapas ilustrativos que demonstram a espacialidade da retração da oferta escolar rural em grande parte dos municípios do Rio de Janeiro conformando uma mudança na espacialidade da oferta escolar e provocando uma política de esvaziamento do campo, uma clara negação às resoluções vigentes acerca da nucleação escolar e ao direito à educação. As reflexões acerca dos resultados da pesquisa quantitativa e das análises desenvolvidas indicam a efetividade do processo de nucleação de escolas rurais, o que é um dos reflexos das tensões que envolvem Estado e movimentos sociais populares do campo e, consequentemente, embates entre educação rural e  educação do campo.

Texto completo:

110 - 124


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2013.7383



ISSN: 1980-4490

 Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional     Portal de Periódicos da CAPES