ALGUMAS INFLUÊNCIAS TEÓRICAS DETERMINANTES DO CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO EM JOSUÉ DE CASTRO: UM PRELÚDIO

José Arnaldo dos Santos Ribeiro Junior

Resumo


Investiga algumas influências teóricas determinantes do conceito de desenvolvimento em Josué de Castro (1908-1973), caracterizando sua origem histórica, suas principais influências teóricas, hipóteses básicas e proposições fundamentais. Particularmente, procura-se reconstituir historicamente e dialeticamente a trajetória teórica do escrito: Crise social e desenvolvimento econômico do mundo. Os aspectos do subdesenvolvimento em Josué foram primeiramente estudados por Giuseppe Di Taranto (1993 [1978]) que apontou a dupla influência do dualismo econômico – através da obra do economista William Arthur Lewis (1915-1991) e da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (CEPAL) – e do neomarxismo do também economista André Gunder Frank (1929-2005) na obra de Castro. Embora Di Taranto conheça o texto Crise social e desenvolvimento econômico do mundo ele não se debruça sob o mesmo. Esta lacuna na importante obra de Giuseppe anuvia as insignes contribuições teóricas advindas do economista Ragnar Nurkse (1907-1959), Vladimir Ilyich Ulyanov – Lênin – (1870-1924) e Karl Marx (1818-1883). Por conseguinte, aponta-se a contradição entre as citadas influências teóricas que resultarão num desenlace no mínimo inesperado:  Josué de Castro – defensor dos camponeses e operários, crítico do colonialismo/imperialismo – acaba por suster o capitalismo enquanto saída para os problemas dos países subdesenvolvidos.

Texto completo:

169-184


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2020.43717



ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional