AFIRMAÇÃO DE IDENTIDADE E AÇÃO AFIRMATIVA ENTRE PARENTES

Luís Cláudio de Oliveira

Resumo


O presente texto reflete sobre a construção de identidade étnica e cultural ao longo da preparação e realização de encontros anuais organizados pelos membros da Família Bernardo-Glória-Faustino, na cidade de Rio Claro, distante cerca 160 km da capital do Rio de Janeiro, que tem como fio condutor o arco de memórias transmitido no interior do grupo desde a sua primeira geração, surgida de uma confluência de ex-escravos migrantes de São Paulo para o Rio de Janeiro em fins do século XIX. O principal argumento da análise é de que ao mobilizar parentes de várias regiões diferentes para encontros com a finalidade de celebrar o presente, rememorando o passado, cria-se um ambiente favorável à produção de referências positivas da sua história familiar, ao fortalecimento dos laços de parentesco e à produção de uma rede de solidariedade, ambiente este que projeta o empoderamento do grupo e se traduz em práticas de ações afirmativas, em paralelo às políticas públicas empreendidas pelas instituições oficiais.

Palavras-chave


Identidade; Família Afro-Brasileira; Ação Afirmativa; Memória

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/synthesis.2014.19664

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1414-915X (versão impressa)
ISSN 2358-4130 (versão digital)