TRATAMENTO DE EFLUENTES DA INDÚSTRIA DE BEBIDAS EM REATOR ANAERÓBIO DE CIRCULAÇÃO INTERNA (IC)

José Amaro Sereno Filho, André Felipe de Melo Sales Santos, Jackeline Maria Cardoso de França Bahé, Clarice Neffa Gobbi, Gustavo Aveiro Lins, Josimar Ribeiro de Almeida

Resumo


Os efluentes gerados na indústria de bebidas são ricos em açúcares, possuem pH alcalino, temperatura ambiente e apresentam elevada carga orgânica (DBO, DQO e sólidos totais), fazendo-se necessário um alto grau de tratamento da água de processo, antes de retorná-la à natureza. Um adequado tratamento irá garantir e assegurar a eco-eficiência, no sentido de evitar ou reduzir os danos ao homem e ao ambiente, assim como, possibilitar o reuso deste efluente tratado, sendo necessária a associação de diversos níveis de tratamento, devido ao elevado grau de complexidade da composição dos efluentes industriais gerados nestas indústrias, que varia de acordo com o processo produtivo, principalmente em função da tecnologia empregada durante as etapas de lavagem, para que se torne efetiva a remoção dos poluentes. O objetivo deste estudo foi verificar a aplicabilidade e a eficiência da tecnologia anaeróbia em uma planta de tratamento de efluentes, composta por tratamento primário em um reator anaeróbio de circulação interna (IC) seguido de tratamento secundário em sistema de lagoa de aeração-polimento, em escala real, de uma indústria de bebidas de grande porte, produtora de cervejas e refrigerantes.


DOI 10.12957/ric.2013.7065


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2013.7065

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.