Mito e direito no tempo do destino: aspectos da crítica benjaminiana à percepção moderna da experiência / Myth and law in destiny’s time: aspects of Walter Benjamin’s critique towards modern experience

Maria Izabel Guimarães Beraldo da Costa Varella

Resumo


DOI: 10.1590/2179-8966/2020/51863

Resumo

Este artigo buscará apresentar alguns aspectos da crítica benjaminiana à concepção da experiência na modernidade, voltando-se, mais especificamente, para o complexo conceitual que relaciona os conceitos de mito, destino e direito. Trata-se de dar a ver em que medida Benjamin coloca em crítica a naturalização de uma ordem mítica, vinculada ao desenvolvimento do capitalismo, na qual a experiência parece-lhe destituída de seu caráter afirmativo e criador do que é verdadeiramente novo.

Palavras-chave: Walter Benjamin; Mito; Direito; Destino; Violência.

 

Abstract

This article intends to indicate some aspects of Walter Benjamin’s critique towards modern experience, turning, more specifically, to the conceptual complex that involves the concepts of myth, destiny and law. The work seeks to show how Benjamin criticize the naturalization of a mythical order, related to capitalism’s development, in which experience seems to be destitute of its affirmative, historical and creative character.

Keywords: Walter Benjamin; Myth; Law; Destiny; Violence.


Palavras-chave


Walter Benjamin; Mito; Direito; Destino; Violência / Walter Benjamin; Myth; Law; Destiny; Violence.

Texto completo:

PDF
';



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Rua São Francisco Xavier, 524, S-E - Maracanã - Rio de Janeiro (RJ), Brasil - CEP: 20.550-013 - Email: 
direitoepraxis@gmail.com - ISSN: 2179-8966