Por que temer o povo? O debate em torno do Sistema Nacional de Participação Social (Decreto n. 8.243/14) / Why being afraid of the people? The debate about the Nacional System of Social Participation (Decreet n. 8243/14)

Marcio Camargo Cunha Filho, Paulo André Caminha Guimarães Filho

Resumo


DOI: 10.12957/dep.2015.14238

Resumo

Desde que criado, o Sistema Nacional de Participação Social tem provocado fervorosos debates. Por um lado, afirma-se que o Sistema esvazia as instituições representativas, retirando poder do Congresso. Por outro, argumenta-se que ele fortalece as instituições democráticas, introduzindo instâncias de participação direta. Este artigo defende que a criação do Sistema foi um avanço, ainda que tímido, pois não atribuiu poder decisório às instâncias de participação social.

Palavras-chave: Democracia direta, Sistema Nacional de Participação Social.

Abstract

Since it was created, the Nacional System of Social Participation has provoked heated debates. On the one hand, it is stated that the System empties the representative institutions, withdrawing power from Congress. On the other hand, it is argued that it strengthens the democratic institutions, introducing instances of direct participation. This paper argues that the creation of the System was a breakthrough, but only a small one, because it did not assign decision-making powers to the instances of participation.

Key words: Pure Democracy, National System of Social Participation

 


Palavras-chave


Democracia direta, Sistema Nacional de Participação Social, Participação social / Pure Democracy, National System of Social Participation

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/dep.2015.14238 ';



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Rua São Francisco Xavier, 524, S-E - Maracanã - Rio de Janeiro (RJ), Brasil - CEP: 20.550-013 - Email: 
direitoepraxis@gmail.com - ISSN: 2179-8966