Contratos de serviço múltiplos - CSM: redenção aos interesses do capitalismo globalizado ou dinamização da exploração e produção de gás natural no México?

Lier Pires Ferreira Júnior

Resumo


Para os formuladores estratégicos da política energética mexicana e para os operadores da PEMEX, os contratos de serviços múltiplos - CSM são uma ferramenta ótima para dinamizar e modernizar a explotação e produção de gás natural a partir de um modelo de contratação que respeita integralmente os marcos legislativos que regem o setor no México. Não obstante, os CSM têm colhido severas críticas da sociedade civil. À esquerda, à qual se somam nacionalistas de diversas matizes, os CSM são identificados como inconstitucionais e entreguistas. À direita, diz-se que eles não contemplam as necessidades energéticas do país, bem como a demanda por gás natural oriunda dos EUA e do Canadá, sócios do México no NAFTA. A polarização ideológica tem, até aqui, obstacularizado um debate qualificado sobre a matérias. Entretanto, tal debate é urgente, sendo do interesse máximo do Estado, da sociedade civil e da comunidade internacional.

Palavras-chave


contrato de serviço múltiplo; gás natural; NAFTA; capitalismo globalizado; polarização; México

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rbdp.2006.5742

Apontamentos

  • Não há apontamentos.