A “Dormição da Mãe de Deus”, a festa da ortodoxia e a representação pós-bizantina através da iconografia de Theophanis, o cretense, e da descrição de Dionísio de Furna

Fernanda Lemos de Lima

Resumo


O presente trabalho visa estudar como a representação da passagem de “A dormição da Mãe de Deus”, no contexto da ortodoxia grega por meio da comparação entre a iconografia realizada por Theophanis, o Cretense, no monastério de Stavronikita, em 1546; e do modo como o livro  Interpretação da técnica de pintura bizantina, escrito entre 1730 e 1734, por Dionísio de Furna, descreve os elementos que deveriam aparecer na cena da “dormição dda Mãe de Deus”. Tal estudo comparativo visa observar como a pintor, anterior a Dinísio de Fourna, apresenta uma interpretação da passagem apócrifa e em que pontos ela difere ou não do modo como o livro indica os elementos a serem representados na imagem, refletindo, desse modo, sobre a liberdade de composição dos pintores, ao criarem imagens da iconografia cristã ortodoxa.


Palavras-chave


Dionísio de Furma; Theophanis, o Cretense; iconografia bizantina; pintura bizantina

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/principia.2020.58993

Direitos autorais 2021 Fernanda Lemos de Lima

e-ISSN 2358-7326 | ISSN: 1415-6881

Indexado em:


Licença Creative Commons
A Principia utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.