A agogé espartana

Luciene de Lima Oliveira

Resumo


Em Esparta, a coragem fazia parte da formação do caráter de um homem. O desenvolvimento da coragem era uma obsessão espartana, os guerreiros não deviam ter medo de nada, sendo resistentes aos ferimentos, odiando qualquer demonstração de covardia e, extremamente, dedicados à pólis. Cada espartano tinha de ser um soldado perfeito e sua maior glória era morrer em batalha; retornar derrotado, jamais. Desse modo, toda a sociedade e educação espartana estavam voltadas para a guerra. Uma das frases atribuídas às mães espartanas era: “espero que meu filho volte com o seu escudo, ou deitado sobre ele”. Assim é que este artigo tem por escopo discorrer a respeito da agogé espartana, que era um tipo de educação peculiar com fins extremamente belicosos.


Palavras-chave


Esparta; agogé; guerra; Licurgo

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Luciene de Lima Oliveira

e-ISSN 2358-7326 | ISSN: 1415-6881

Indexado em:


Licença Creative Commons
A Principia utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.