TRAJETOS PROFISSIONAIS EMANCIPATÓRIOS EM UM MUNDO SOCIALMENTE DESIGUAL: DE WEBER A BOURDIEU

JOANA GOMES DE ALMEIDA

Resumo


Sendo o desemprego um problema social de inegável gravidade, várias são as tentativas para minorar este fenômeno. O incentivo ao empreendedorismo, através da criação do próprio emprego, tem-se mostrado como uma via promissora, embora com complexa eficácia, no âmbito das políticas ativas. O empreendedorismo de necessidade, conforme é apelidado na literatura da especialidade, associado a desempregados que criam o seu próprio emprego, surge comumente ligado na literatura a um perfil de baixo capital cultural e ao abandono precoce dos projetos por conta própria. Neste sentido, importa problematizar que questões sociológicas gravitam em torno deste fenômeno. O presente ensaio procura questionar esta associação através dos contributos teóricos de Weber e Bourdieu para problematizar como a desigual distribuição de recursos materiais e não materiais levam à reprodução de oportunidades desiguais e a limitações nas escolhas destes empreendedores. Termina-se com um breve apontamento ao pensamento de Sen, que nos traz novos contributos

Texto completo:

PDF Ler no site


DOI: https://doi.org/10.12957/polemica.2014.9658