AUTOPERCEPÇÕES DE DESIGUALDADES DE ATLETAS MULHERES

ANA MARIA CAPITANIO

Resumo


Esse texto tem origem em minha dissertação de Mestrado em Educação Física defendido em 2005 pela Faculdade de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo. Tem como objetivo compreender como mulheres atletas e ex-atletas se percebem em relação às desigualdades no meio esportivo, a partir da perspectiva de gênero. O grupo estudado foi composto por seis atletas e duas ex-atletas brasileiras das seguintes modalidades esportivas: judô (1), natação (1), futebol de campo (1), handebol (3) e voleibol de quadra (2). Os dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas. O conteúdo verbal foi analisado qualitativamente. Os resultados apontam para um maior ou menor grau de autopercepção de acordo com a modalidade praticada pela atleta.

Palavras-chave: Esporte, Gênero, Mulher

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/polemica.2010.2750