Sylvia Plath: um olhar crítico sob “Olmo”

Mariana Soletti da Silva

Resumo


O presente trabalho busca analisar os estratos de significação do poema "Olmo", publicado por Sylvia Plath em seu mais célebre livro de poesias, "Ariel" (2007). Para tal, foi montada uma linha do tempo acerca do que significa poesia e, evidentemente, as transformações do significado de seu conceito. Foca-se em especial na poesia confessional, cuja principal expoente é Sylvia Plath. Procuram-se inferências sobretudo sobre a finalidade do sujeito poético do poema e como ele se comporta frente às complexidades expostas.


Palavras-chave


Sylvia Plath; poesia confessional; sujeito poético.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2021.52941

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Mariana Soletti da Silva

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.