A voz da personagem criança e a ilustração: um jogo de silêncios

Bianca Rodrigues Cabral

Resumo


Nos livros infantis, assim como na arte em geral, podemos ver claramente a tensão entre o dito e o silêncio (não dito). Percebemos que o que é visto direciona para o não visto, sendo este último geralmente um universo muito maior do que o primeiro, um exemplo é o livro João por um fio (2005) escrito por André Neves. Se em qualquer livro ilustrado o passeio visual entre a imagem do texto e a ilustração é um movimento necessário da leitura, em propostas onde há o silêncio, a viagem de ida e volta do olhar que lê se torna uma condição para dar voz à onda expansiva das palavras, e também às crianças que, mesmo na literatura infantil, são tão silenciadas.


Palavras-chave


Literatura infantil, ilustrações, voz das imagens, voz da criança

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2019.39880

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Bianca Rodrigues Cabral

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.