Conservar o início de tudo: mapeando vozes na cena enunciativa conservadora

Estêvão de Carvalho Freixo

Resumo


O presente trabalho consiste num esforço de mapeamento das possíveis alianças discursivas que acreditamos contribuírem para configuração do campo político conservador-liberal estabelecido hoje no Brasil. Para a realização dessa tarefa, utilizamos o conceito de formação discursiva, inaugurado nos trabalhos Foucault e posteriormente revisto nos desenvolvimentos trazidos por Michel Pêcheux, entendendo que um campo político responde a um sistema particular de coerções discursivas. Além disso, aproveitamos a translinguística bakhtiniana, e a extensão que Oswald Ducrot lhe acrescenta, a fim de desmembrar as vozes que se articulam em cada um desses sistemas discursivos, podendo assim melhor identificá-las em sua especificidade. Nas formulações argumentativas, observamos que um caminho frequentemente utilizado na composição lógica de enunciados correspondentes a vozes ideológicas distintas é a colaboração enunciativa por via de pontos de contato semânticos e axiológicos entre as proposições.

Palavras-chave


Dialogismo, Interdiscursividade, Formações discursivas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2018.36949

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Estêvão de Carvalho Freixo

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.