Duplo encontro: o alter em “The Jolly Corner”, de Henry James, e “O Espelho”, de Machado de Assis

André Cechinel

Resumo


O presente ensaio pretende abordar a aparição do duplo nos contos “The Jolly Corner”, do escritor estadunidense Henry James, e “O Espelho”, de Machado de Assis. O desejo de comparar os dois contos decorre tanto de uma proximidade temática, que pode ser claramente percebida desde as linhas iniciais das narrativas, quanto de um distanciamento no modo como James e Machado “resolvem” a questão do encontro com um duplo fantasmático. Em poucas palavras, o desfecho de “The Jolly Corner” pode oferecer um contraponto interessante aos acontecimentos narrados pelo personagem Jacobina em "O Espelho", principalmente no que diz respeito ao modo como o alter influencia as atitudes finais dos protagonistas dos contos. Em suma, tal comparação pode nos ajudar a compreender melhor as diferenças entre a aparição do duplo nos Estados Unidos e nos trópicos.


Palavras-chave


alter; Machado; James

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 André Cechinel

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.