Impactos sociais da escrita de Carolina Maria de Jesus na escola

Tânia Mara Pedroso Müller, Sonia Rosa

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar os impactos sociais da escrita de Carolina Maria de Jesus, que não faz parte do cânone literário brasileiro. O texto apresenta uma breve exposição sobre sua vida, uma mulher negra e favelada, abordando suas identidades, e “escrevivências”. O texto também reflete sobre a improvável falta de letramento da autora e como seu legado constitui um capítulo importante na história das lutas das classes subalternizadas em busca de reconhecimento. Discute-se o porquê de determinados textos retratarem-na como iletrada, fazendo um aprofundamento na temática sobre o conceito de letramento, a fim de ponderar se cabe à escritora esta condição. Por fim, destaca-se a contribuição de Carolina na literatura negra brasileira e o legado cultural e social do qual ela foi pioneira, ressaltando a importância da inclusão de sua obra no ensino escolar e na formação de professores.


Palavras-chave


Cânone, Carolina Maria de Jesus, Literatura negra, letramento, Quarto de despejo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2018.35299

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Tânia Mara Pedroso Müller, Sonia Rosa

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.