A recepção da literatura de Hilda Hilst

Edson Costa Duarte

Resumo


Este ensaio tem como objetivo mostrar como, ao contrário do que Hilda Hilst afirmou em muitas entrevistas, sua literatura sempre teve espaço garantido na imprensa e tem sido cada vez mais estudada nos meios acadêmicos. As reclamações da escritora de que não era lida, só procedem se considerarmos que, embora muitos críticos de renome tenham escrito sobre sua obra, nenhum deles se debruçou mais tempo sobre o trabalho literário de Hilst,nem fez um estudo mais extenso e completo sobre ele. Fato que aconteceu com as obras de Guimarães Rosa e Clarice Lispector, por exemplo. O desejo de Hilst era ser popular, ser lida, daí a sua reiterada indignação, mas dez anos depois de sua morte, embora haja toda uma movimentação em torno de sua figura pública, o que pensamentos é que seus textos nunca se popularizarão.

Palavras-chave


literatura de Hilda Hilst, entrevistas, recepção crítica, popularidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Edson Costa Duarte

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.