Mensalão x mensallão? Um estudo crítico-discursivo sobre neologismo, expressividade e ideologia via corpora digitais

Jaime de Souza Júnior

Resumo


Pretendemos investigar o uso das palavras mensalão e mensallão, referentes ao episódio político relacionado à compra de votos de parlamentares, divulgado pela mídia em 2005, na gestão do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Os corpora, contendo 13.265 palavras, foram retirados da Internet, coletados através da plataforma Webcorp.org.uk. Baseando-nos em uma perspectiva funcional (HALLIDAY, 1987) e crítico-discursiva (FAIRCLOUGH, 2001; 2003), utilizando como metodologia a Linguística de Corpus (SHEPHERD, 2009), temos como objetivos: 1) analisar como os internautas usam mensalão e mensallão e com que outros itens lexicais esses elementos são mais comumente associados, discutindo-se, então, as relações semântico-discursivas implicadas nessas associações; 2) explicitar, linguístico e crítico-discursivamente, as motivações para a utilização de mensallão (esse surge depois da criação e dicionarização do vocábulo mensalão), bem como revelar quais seriam a(s) natureza(s) da (s) motivação/ões que operariam na base tal surgimento – de origem lexical, expressiva, discursiva, ou uma combinação desses aspectos?

Palavras-chave


Expressividade; Neologismo; Linguística Sistêmico-funcional; Análise Critica do Discurso; Corpus digita

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Jaime de Souza Júnior

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.