Pode o cinema contemporâneo representar o ambiente sonoro em que vivemos?

Fernando Morais da Costa

Resumo


Este texto pretende discutir a possibilidade do cinema representar o ambiente sonoro no qual vive o homem contemporâneo urbano. Tal questionamento parte do entendimento de que o contato cotidiano com os ruídos que nos cercam é matéria-prima fundamental para a produção cinematográfica atual, passando esses sons a ter presenças e funções narrativas cada vez maiores.

Palavras-chave


Som; Cinema contemporâneo; Paisagem sonora

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/logos.2010.637

Indexada em:Latindex . Sumarios.org . Univerciência. Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 - e-mail: logos@uerj.br