Falando de mestiçagem: o des-índio de Darcy e o índio vestido de Carlos Gomes

Ângela Maria Dias

Resumo


O processo de gestação do Brasil como uma “comunidade imaginada”, para usar a sugestiva expressão de Benedict Anderson, que se afirma no início do século XIX ao se tornar independente de Portugal, tem a literatura como promotora. A identidade brasileira diante da globalização é analisada a partir de duas obras: O povo brasileiro, de Darcy Ribeiro, e O selvagem da ópera, de Rubem Fonseca.

Palavras-chave


literatura; identidade; globalização

Texto completo:

PDF


Indexada em:Latindex . Sumarios.org . Univerciência. Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 - e-mail: logos@uerj.br