Conhecimento comum e saber sociológico

Patrick Watier

Resumo


Quando a sociologia se instaura, alguns de seus fundadores acentuam os cuidados a tomar quanto ao senso comum assimilado a uma soma de preconceitos e propõem se guiar, por exemplo, mais pelos fatos concretos do que pelas idéias já feitas a seu propósito. É claro que a sociologia como conhecimento não se instauraria, qualquer pessoa honesta ou qualquer sociólogo o admitirá, baseando-se em preconceitos, e que uma certa distância face às idéias da tribo é necessária. Entretanto, assimilando todo o saber social a uma forma de preconceito,a pré-noções, será que não nos esquecemos das formas de argumentação tomadas de empréstimo a um saber comum do qual o sociológo se serve? Que pessoa honesta não estaria de acordo,não nos deixamos cegar por preconceitos,mas tampouco escapamos em nossas interpretações ao uso de um saber comum? Quando tomamos a primeira hipótese, ela nos conduz, parece-me, a uma desqualificação da experiência dos indivíduos socializados, e o sociólogo se mascara a si mesmo quanto ao uso que faz de um saber comum partilhado com seus semelhantes.

Palavras-chave


Comunicação; Cidade; Maffesoli

Texto completo:

PDF


Indexada em:Latindex . Sumarios.org . Univerciência. Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 - e-mail: logos@uerj.br