Noção de pessoa: apontamentos sobre um alargamento teórico possível

Flora Rodrigues Gonçalves

Resumo


O objetivo deste artigo é contribuir para suscitar reflexões sobre autoria e seus demais agenciamentos a partir da compreensão de que a autoria, tal como a concebemos e vivenciamos, é uma forma de experimentar o mundo. Uma abordagem antropológica da noção de autoria ou do autor parte, necessariamente, do entendimento de que a noção de autoria foi etnograficamente e historicamente circunscrita no conceito de pessoa. Porém, é preciso por em evidência a noção de pessoa nas sociedades ocidentais. As noções de pessoa que fogem da construção “ocidental” são extremamente significativas e podem auxiliar na própria compreensão de propriedade(s) intelectual(ais) realizada(s) e representada(s) além e aquém do nosso arcabouço legal e moral sobre autoria e indivíduo.

Palavras-chave


Etnografia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intratextos.2019.33913

E-mail para contato com os editores: revista.intratextos@gmail.com

PPCIS/UERJ: Rua São Francisco Xavier, 524 - 9º andar - Sala 9037 - Bloco F

CEP: 20550-900 - Maracanã - Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2334-0678 / Ramal 27


ISSN 2176-6789

 

Indexações

Revistas Online – UERJ; Revistas brasileiras – SEER; Latindex; Sumários de Revistas Brasileiras; Journals4Free e Periódicos Capes