Sobre o capital social em associações comunitárias: uma análise socioantropológica

Paulo Sérgio Lima da Silva

Resumo


O artigo discute alguns dados oriundos de pesquisa de mestrado onde investigou-se como é garantida a vitalidade temporal de associações comunitárias localizadas em bairros periféricos da cidade de Belém (Pará). Foi utilizada a técnica etnográfica, com interações cotidianas, entrevistas, observações e levantamentos bibliográficos sobre a temática. As associações estudadas convivem com uma contínua escassez de recursos financeiros, materiais e humanos, e desenvolvem atividades nas áreas de assistência social e educação para um público considerado em situação de vulnerabilidade social. As lideranças comunitárias e moradores locais foram interlocutores que se mostraram como agentes repletos de inventividades e estratégias no intuito de garantir recursos às associações das quais participavam. A análise amparada em Pierre Bourdieu (2000, 2007) e Robert Putnam (2006) permitiu desvelar e compreender facetas dessa dinâmica.


Palavras-chave


Associações comunitárias; Capital social; Vitalidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intratextos.2017.29965

E-mail para contato com os editores: revista.intratextos@gmail.com

PPCIS/UERJ: Rua São Francisco Xavier, 524 - 9º andar - Sala 9037 - Bloco F

CEP: 20550-900 - Maracanã - Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2334-0678 / Ramal 27


ISSN 2176-6789

 

Indexações

Revistas Online – UERJ; Revistas brasileiras – SEER; Latindex; Sumários de Revistas Brasileiras; Journals4Free e Periódicos Capes