Maracatus e bumba-bois: onde estão as mulheres?

Patricia Georgia Lima, Jailma Maria Oliveira, Lady Selma Albernaz

Resumo


O trabalho analisa e compara relações e significados de gênero que classificam e organizam espaços, posições e poderes de homens e mulheres no bumba-boi do Maranhão e no maracatu nação de Pernambuco. Baseia-se em observação de campo e análise documental. O bumba-boi é classificado como mais masculino, onde a posição de amo dos homens concentra e simboliza o poder, enquanto a de índia para as mulheres é símbolo de beleza e sensualidade. O maracatu é considerado de gênero neutro, dividindo espaços e posições específicos para homens (mestres do batuque e poder temporal) e mulheres (rainhas e poder espiritual), sinalizando para uma relativa equidade de poder. Nos dois casos, mudanças de posições que implicam alterações de poder ou novos significados de gênero geram práticas ambíguas que rebatem na experiência da subjetividade, reconfigurando os símbolos de masculinidade e de feminilidade.


Palavras-chave


Gênero; Cultura Popular; Bumba-boi; Maracatu nação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intratextos.2012.2097

E-mail para contato com os editores: revista.intratextos@gmail.com

PPCIS/UERJ: Rua São Francisco Xavier, 524 - 9º andar - Sala 9037 - Bloco F

CEP: 20550-900 - Maracanã - Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2334-0678 / Ramal 27


ISSN 2176-6789

 

Indexações

Revistas Online – UERJ; Revistas brasileiras – SEER; Latindex; Sumários de Revistas Brasileiras; Journals4Free e Periódicos Capes