A CRISE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ENTENDIDA NÃO APENAS COMO UMA QUESTÃO FINANCEIRA / THE RIO DE JANEIRO STATE’ CRISIS UNDERSTANTOOD NOT ONLY AS A FINANCIAL ISSUE

Bruno Leonardo Barth Sobral

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2017.32056

A problemática da crise financeira do governo estadual não é simplesmente o ajuste das contas públicas, mas sim como fazer isso dentro de um processo de recuperação econômica sustentado. No presente artigo, defende-se que o ajuste fiscal não é um pressuposto. A preocupação principal deve ser garantir a recuperação da economia, logo, evitar que o ajuste das contas públicas prejudique esse processo de retomada. O texto apresenta as bases fundamentais para um diagnóstico crítico, buscando questionar certas generalizações ao se enfatizar as especificidades fluminenses. O ponto de partida é o questionamento da tese da “contração cíclica expansionista” e uma síntese das diferentes visões no debate sobre a problemática atual.


Palavras-chave


Economia Fluminense; Federalismo; Ajuste Fiscal; Dívida Pública; Recessão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.32056



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons