DOS PCNS A BNCC: O ENSINO DE GEOGRAFIA SOB O DOMÍNIO NEOLIBERAL / FROM PCNS TO BNCC: THE GEOGRAPHY TEACHING UNDER THE NEOLIBERAL DOMAIN

Eduardo Donizeti Girotto

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2017.23781

Neste artigo discutiremos a proposta de uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC) apresentada pelo Ministério da Educação no segundo semestre de 2015. Nossa análise focará menos nos conteúdos e objetivos apontados para o ensino de geografia no documento, do que nos silêncios da proposta. Aquilo que não está sendo dito, dos sujeitos ocultos que estão na base da construção do documento, têm, em nossa perspectiva, uma importância maior, uma vez que representam interesses que buscam definir uma concepção de educação que, no limite, visa à difusão de um projeto de desenvolvimento econômico e social para o país. Para isso, em nossa discussão, focaremos a análise no contexto de produção da proposta, dialogando com a história dos currículos de geografia no período recente, abordando os debates e análises construídas pela comunidade acadêmica de geografia durante o momento da elaboração dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), publicados em 1998. Buscaremos compreender se as críticas feitas a este documento àquela época são ainda pertinentes e se nos possibilitam um olhar mais criterioso para o entendimento da atual proposta de BNCC.


Palavras-chave


Currículo; Ensino de Geografia; Neoliberalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.23781



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons