OS IMAGINÁRIOS URBANOS DAS PESSOAS JOVENS RESIDENTES EM HEREDIA, COSTA RICA: UMA APROXIMAÇÃO DESDE AS PRÁTICAS SÓCIO-ESPACIAIS

Iliana María Araya Ramírez

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2016.22300

O artigo mostra os resultados de um estudo exploratório sobre a forma como os jovens na cidade de Heredia constroem os diferentes imaginários urbanos desde as práticas sócio-espaciais em sua viagem biográfica da infância para a idade adulta. O objetivo é compreender as práticas socioespaciais que recriam imaginário urbano na construção subjetiva da cidade, a fim de estabelecer a relação transformações urbanas. Os dados foram coletados por meio de relatos de vida dos jovens, em sua maioria entre 20 e 30 anos, residentes na cidade de Heredia, em abril de 2015. A partir dos dados obtidos serão analisados quatro imaginários: o imaginário patrimonial, imaginária cafeteiro, imaginário comercial e imaginário da inseguridade. Este artigo promove uma possibilidade de discussão de uma orientação de trabalho para futuras pesquisas na área trazendo uma forma metodológica que trabalhe com a questão dos imaginários urbanos.


Palavras-chave


Imaginários urbanos, práticas socioespaciais, jovens, relato de vida, Heredia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2016.22300



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons