A RODOVIA BR-060 NO CENTRO-OESTE BRASILEIRO: DINÂMICA TERRITORIAL E LEGENDAS ESPACIAIS

Alex Tristão de Santana, João Batista de Deus, Emerson Martins, Eguimar Felício Chaveiro

Resumo


doi: 10.12957/geouerj.2016.16918

A rodovia federal BR-060 possui 1.329,3 km de extensão e interliga o Distrito Federal aos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul. Em Goiás, o trecho entre as cidades de Goiânia e Anápolis é sobreposto com a BR-153. O mesmo ocorre em Mato Grosso do Sul, no trecho entre Campo Grande e Bandeirantes, que é sobreposto com a BR-163. Ao longo de seu percurso, é possível perceber que a rodovia em questão assume papéis diferentes, relacionados às regiões que cruza. Isso motiva a formulação de uma questão central: como uma rede técnica se relaciona à produção social do território? Com o objetivo de compreender o papel da BR-060 para a dinâmica territorial do Centro-Oeste brasileiro, propõe-se uma leitura geográfica que consiga visualizar diferentes usos do território, que produzem legendas espaciais distintas. Inicialmente, busca-se contextualizar o processo de implantação da BR-060, para melhor entender o recorte espacial da pesquisa. Posteriormente, atentar-se-á em analisar duas legendas espaciais: o eixo Goiânia-Brasília e o eixo do complexo agroindustrial do Sudoeste Goiano. Como metodologia, procedimentos quantitativos e qualitativos serão utilizados, com levantamento bibliográfico, trabalho de campo e análise de documentos e dados secundários.


Palavras-chave


Rodovia BR-060; Dinâmica territorial; Legendas espaciais; Eixo Goiânia-Brasília; Eixo Sudoeste Goiano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2016.16918



Direitos autorais



ISSN: 1415-7543 | E-ISSN: 1981-9021 | JournalDOI: https://doi.org/10.12957/geouerj

Licença Creative Commons