As histórias que podem ser contadas: a feminização da epidemia HIV/AIDS e a produção de narrativas científicas

Larissa Costa Duarte, Fabiola Rhoden

Resumo


Desde sua eclosão na década de 1980 na forma de epidemia, a AIDS tem sido principalmente associada a homossexuais masculinos: inicialmente partindo da literatura médica, essa visão espalhou-se também para o público leigo e mantém-se viva no imaginário popular, ainda que, a partir da década de 1990, tenha havido um movimento para reconhecer a parcela cada vez mais vitimada pela síndrome: mulheres heterossexuais. A essa progressão, deu-se o nome de feminização do HIV/AIDS, uma narrativa sobre uma suposta mudança no perfil da epidemia. Neste artigo, analisamos o fenômeno de feminização da doença partindo de uma reflexão sobre como a epidemia foi produzida pela medicina desde os seus anos iniciais. Na tentativa de compreender os processos pelos quais algumas narrativas científicas – que se constituíram, em determinado momento, como uma alternativa possível dentre uma variedade de versões – se estabeleceram como mais factuais que as demais, analisamos desde estratégias de produção textual e discursiva até estruturas históricas de opressão de minorias sociais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/emconstrucao.2019.40840

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Larissa Costa Duarte, Fabiola Rhoden

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Programa de Pós-Graduação em Filsofia da UERJ

ISSN (online): 2526-5792

 

Licença Creative Commons
Em Construção está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Os Direitos Autorais dos artigos publicados na Revista Em Construção pertencem ao(s) seu(s) respectivo(s) autor(es), com os direitos de primeira publicação cedidos à Revista. Toda vez que um artigo for citado, replicado em repositórios institucionais e/ou páginas pessoais ou profissionais, deve-se apresentar um link para o artigo disponível no site da Revista Em Construção.


Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524, sala 9037 – bloco F. Maracanã – Rio de Janeiro. CEP: 20550-900

E-mail: emconstrucaorevista@gmail.com