Notícias

Chamada de trabalhos para o Dossiê: Diásporas, Dissidências e Devastações

 

CHAMADA ABERTA PARA O DOSSIÊ: Diásporas, Dissidências e Devastações

Orgs: Cassiana Rodrigues (Doutoranda do Instituto de Medicina Social/UERJ);

Flávia Souza (Doutoranda do Instituto de Medicina Social/UERJ);

Gabriela Barreto (Doutoranda do Instituto de Medicina Social/UERJ);

Kelly Diogo (Doutoranda do Instituto de Medicina Social/UERJ).

 

O sistema mundo/colonial/capitalista/patriarcal/heteronormativo/cristão/militar promoveu devastações e produziu o mundo como o conhecemos (KILOMBA, 2019). Em outras palavras, o colonialismo forçou e continua promovendo o espalhamento, a obliteração e o genocídio dos povos que se encontram, como nos alerta Krenak (2019), na ‘periferia da humanidade’. Seus corpos e suas práticas - dissidentes da norma colonial - seguem resistindo enquanto sobrevivem e atravessam o fim do mundo como o conhecemos reconstituindo outra (s) existência (s). Este dossiê reunirá produções que se propõem a (re)construir outro pensamento e ação-política contra colonial e anti cisheteronormativa. O intuito é rompermos com uma ciência estanque que legitima e monopoliza o saber universal e eurocentrado enquanto desumaniza corpos a partir de concepções racistas e LGBTQfóbicas (COLLINS, 2019; GUEDES, 2017). Sabemos que os estudos da contra colonialidade vão muito além de um projeto acadêmico. No nosso entendimento, a contra colonialidade consiste também numa prática de oposição e intervenção que surgiu desde quando o primeiro sujeito colonial reagiu contra os desígnios imperiais do homem branco colonizador (GROSFOGUEL, 2011; MALDONADO-TORRES, 2016). E assim, os povos em diáspora e aqueles que se desviam da norma branca cisheteronormativa resistem às degradações ontoepistemológicas ocidentais (SILVA, 2014). Desta forma, propomos narrativas nos formatos de artigo acadêmico, resenha, relato de experiência e que versem sobre todas e quaisquer formas de saberes contra coloniais, seja a saúde, a educação, ciências humanas em geral, cosmologias indígenas e africanas, etc.

Prorrogado o prazo para o envio de trabalhos: 07/09/20

Previsão da publicação: 01/2021

 
 
Publicado: 2019-12-03 Mais...
 

Chamada de trabalhos para o Dossiê: Qual é o valor da ciência? O debate em metafísica e axiologia da ciência no século XX

 

Qual é o valor da ciência? O debate em metafísica e axiologia da ciência ao longo do século XX.

Orgs. Dr. Vinícius Carvalho da Silva (Pós-doutorando no Instituto de Medicina Social da UERJ. Professor da Universidade Estadual do Tocantins)

Dr. Eduardo Simões (Professor da Universidade Federal do Tocantins)

Dr. André de Oliveira Mendonça (Professor do Instituto de Medicina Social da UERJ)


Prorrogado o prazo para o envio de trabalhos: 31/03/21

Previsão da publicação: Agosto de 2021.

Duas questões se interpenetram fortemente. A primeira trata, em última instância, da importância, ou do sentido mais elementar da ciência: Qual é o valor da ciência? A segunda aborda seus princípios axiológicos: quais os valores da pesquisa científica? Ao longo do século XX tais temas foram explorados, direta e indiretamente, por distintas tradições. Podemos destacar as obras de Poincaré, Planck, Heisenberg e Schrödinger, dentre os físicos filósofos, e as de Bernal, Cohen, Hill, Hall e Koyré, dentre os historiadores da ciência. Filósofos da ciência tradicionais, como Popper e investigadores de novas tendências, como os praticantes dos science studies enriquecem o  debate. No Brasil destacamos as obras em que José Leite Lopes analisa a importância da ciência, em sentido amplo, para a cultura, e a presença na pesquisa científica de ideais, interesses e princípios, que expressam determinados valores. Nesta edição de Em Construção convidamos os estudiosos de ciências, das mais variadas áreas do conhecimento, e enviarem trabalhos sobre o valor da ciência e os valores na pesquisa científica, explorando como tais problemas se relacionam. Aceitamos artigos conforme as normas da revista, bem como resenhas, traduções e descrições de fontes – até quatro (04) laudas – sobre o tema.

 


 
Publicado: 2019-07-13 Mais...
 
1 a 2 de 2 itens