ENSAIO FILOSÓFICO SOBRE O POEMA DE PARMÊNIDES

Zildenice Martins, Ricardo Nogueira

Resumo


O presente trabalho foi elaborado com base na pesquisa interdisciplinar que venho desenvolvendo no Curso de Doutorado em Letras Clássicas da UFRJ sob a orientação do Professor Doutor Ricardo de Souza Nogueira. O objetivo deste artigo é identificar algumas características contidas no poema Da Natureza de Parmênides que permitam uma comparação entre a linguagem imagética e simbólica contida em seu proêmio (fragmento 1) e um tipo de expressão mais abstrata, relacionada ao pensamento filosófico-científico, que foi desenvolvido na Grécia a partir do século VI a.C. e que pode ser melhor observado em diversas outras passagens do poema, também selecionadas para constarem nesse estudo (fragmentos 2, 3, 6 e 8). Para isso, o poema será estudado em meio ao contexto de enunciação no qual foi escrito, de modo a identificar as influências recebidas de outros pensadores e constatar os traços das influências da épica e a presença do pensamento filosófico-científico.

 

Palavras-chave: Parmênides, Poema Da Natureza, Pensamento filosófico


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ellinikovlemma.2017.33550

Apontamentos

  • Não há apontamentos.